quinta-feira, 30 de abril de 2009

Uns, dizem, outros fazem.

A propósito de um post aqui em baixo, acerca da gripe, Suína, Mexicana, e agora gripe A.

A nossa ministra da saúde, desdobra-se em comunicados,e entrevistas ás televisões,afirmando que Portugal está preparado para qualquer eventualidade ou pandemia gripal.

Dizem mais as noticias, de que a Roche está a trabalhar, 24, sobre 24 horas, para começar a facturar, com a desgraça dos outros...Mel na sopa.
Enquanto se fala disto, não se fala de outras coisas.

Entretanto, o Ministério da Saúde Brasileiro, veio aqui ao meu blogue, e colocou o comentário que passo a transcrever:

O Ministério da Saúde conta com uma página exclusiva (http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1534) na qual você encontrará respostas para todas as suas dúvidas a respeito da gripe suína.
Além disso, você pode buscar mais informações no Disk Saúde 0800 61 1997.
O Brasil está preparado para enfrentar os casos suspeitos e manterá a população bem informada!
Assessoria de Comunicação.
Ministério da Saúde"

Cada um tira as ilações que quiser, mas realmente, é assim:
Uns fazem campanha populista, outros informam.
Legal, né mermão.

Nem as criancinhas escapam.

E vão dois...tiros no pé, ou serão mais dois casos, inventados pela imprensa e inseridos na "campanha negra"???

Primeiro tiro...

A Inspecção-Geral de Educação (IGE) esteve na Escola Secundária de Fafe a interrogar estudantes, maiores de 16 anos, que terão participado no protesto, ocorrido em Novembro de 2008, em que foram atirados ovos à ministra da Educação, quando esta se dirigia a um edifício próximo da escola, para a entrega de diplomas do Programa Novas Oportunidades.

Segundo avança o jornal Público, a acção da IGE foi já criticada pela Associação de Pais, que contesta o método de interrogatório, o qual, refere, incentiva a um «comportamento denunciante», que «é absolutamente inconcebível depois do 25 de Abril».

Desagradados com a situação, os pais já enviaram cartas procurador-geral da República, ao provedor de Justiça e aos grupos parlamentares, afiança o Público. Quanto à IGE, assegura, através de ofício, que nada de ilegal ocorreu.

Por sua vez, deputado do PS, Manuel Alegre, classificou esta noite de “ intolerável”, e aproveita para citar outro poeta e pensador:
“Dizia Antero de Quental que mesmo quando nos julgamos muito progressistas, pode emergir dentro de nós um fanático e um inquisidor. Eu espero que este fanático e este inquisidor não reapareçam no Portugal democrático, muito menos na escola pública.”

Manuel Alegre afirmou-se “estupefacto e indignado” com o caso. Apesar de a Inspecção-Geral de Educação “já ter feito uma nota dizendo que nada de anormal ocorreu”, conta o deputado, “isto não pode ficar assim”. A ser verdade, o caso “é um atentado à liberdade, ao espírito da escola pública e à constituição”, e demonstra que o dito inspector “enganou-se na profissão”. “Um inspector de Educação não pode agir como um inspector de polícia para incentivar alunos a denunciar professores e outros alunos”, reforça Alegre.


Segundo tiro...

No dia 22 de Abril, o tempo de antena do PS foi ilustrado com imagens de crianças do ensino básico, que nas salas de aula teciam elogios ao computador Magalhães, repetindo as frases que uma produtora lhes ensinava, e orquestrava.

Alguns pais da escola do ensino básico de Castelo de Vide vieram a público acusar o PS de ter usado as imagens das crianças indevidamente, já que lhes havia sido dito que as filmagens se destinavam ao Ministério da Educação.

Ao microfone do Rádio Clube, o porta-voz Vitalino Canas disse que depois da polémica, o que o PS tem a fazer é lamentar o sucedido e, através do seu secretário-geral está já a dirigir, aos pais das crianças envolvidas, pedidos formais, por escrito, de desculpa pelo sucedido.

Eventualmente por ausência de informação adequada ou de actuação adequada da parte sobretudo da empresa, houve pessoas que participaram no vídeo que não tinham a exacta noção de que as imagens seriam empregues no tempo de antena do PS, e houve, porventura, algumas crianças que foram filmadas sem o preenchimento dos requisitos prévios, disse Vitalino Canas.

Pois, a culpa, é sempre dos outros...

E aponta o dedo à produtora:

"A empresa contactou e relacionou-se com as escolas e com as direcções regionais da educação envolvidas, fazendo o pedido em nome do Partido Socialista para a gravação do tempo de antena para o PS.O que aconteceu em Castelo de Vide?"

"Porventura, por qualquer razão que nós obviamente não dominamos, esse procedimento não foi o mais correcto, o mais adequado, e houve algum défice de informação que levou a que nem toda a gente recebesse essas indicações de que se tratava de um vídeo para o tempo de antena do PS".

Vitalino Canas salienta também que o que se passou a escola de Castelo de Vide foi um facto circunscrito e que as crianças em causa são um número reduzido tendo em conta o número global de pessoas e de escolas que participaram.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Gripe suína, ou gripe mexicana?

A gripe suína, ou gripe mexicana, como querem chamar a este surto epidémico, os criadores de porcos, é uma doença infecto-contagiosa gerada pelo vírus influenza, também conhecido como H1N1.

A transmissão pode acontecer pelo contacto com porcos infectados e também entre humanos, como o que está acontecer com o surto actual (homem-homem).

Porém, cientistas afirmam que o consumo de carne de porco não causa a doença uma vez que o vírus é morto com o calor. A actual infecção que está sendo considerada epidémica no México, levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar que a doença é uma “emergência na saúde pública internacional” com grandes hipóteses de se tornar uma pandemia. Membros da OMS também declararam que na actual circunstância é impossível deter o avanço do vírus.
O problema é que a contaminação se dá da mesma forma que a gripe comum, por via aérea, contacto directo com o infectado, ou indirecto (através das mãos) e ainda com objectos contaminados.

Como não foram identificados porcos doentes no México, local onde supostamente a epidemia teve origem, cientistas dizem que possivelmente trata-se de um vírus mutante, com material genético das gripes humana, aviária e suína – o que deu início a diversas teorias da conspiração que defendem que o vírus é fruto do manuseio humano.

O tratamento, de acordo com a OMS, é através do medicamento Tamiflu, que em testes iniciais se mostrou efectivo contra o vírus H1N1.

Ter hábitos de higiene regulares, como lavar as mãos, é uma das formas de prevenir a transmissão da doença.

A Polémica

Os criadores de porcos querem mudar o nome da doença de “gripe suína” para “gripe mexicana”, devido ao surto da doença ter ocorrido no México. Estes,defendem a troca por temerem que aconteça um impacto negativo nas vendas de carne de porco, embora já seja certo de que o consumo de carne suína não transmite a doença.

Entretanto, crescem, como cogumelos, as teorias de conspiração, acerca da origem desta epidemia. Vejam esta:

"Durante o século 20 o mundo sofreu três pandemias.No século 21, e em apenas seis anos, o mundo já foi ‘ameaçado’ por duas!
A gripe das aves, que dizimou quase 40 pessoas por ano, ‘tratava-se’ com Tamiflu.
Chega agora a gripe suína e, por mera coincidência, publicita-se novamente o Tamiflu.
A Roche ( que comercializa o Tamiflu ) já viu o seu papel na bolsa subir 5%.
Donald Rumsfeld, grande accionista na Gilead Sciences, que detém a patente, também anda feliz.
Duas ‘pandemias’ em seis anos que se tratam com o mesmo medicamento?…e ninguém acha estranho?" (por José Bastos, in Arrastão)

Informações sobre o surto da gripe suína (até 28/04/2009):

No México eleva-se a pelo menos 152 o número de mortos.

Quarenta casos confirmados no Estados Unidos, seis no Canadá e na Escandinávia.

Casos foram confirmados na Europa:

Duas pessoas de nacionalidade espanhola com caso confirmado. A Espanha declarou vinte
casos suspeitos.

O Reino Unido confirmou a existência de duas pessoas infectadas.

Foram registados casos suspeitos em França e Suíça.

Na sua escala de risco de pandemia, a Organização Mundial da Saúde aumentou o nível de alerta em relação à gripe suína de 3 para 4. Na escala, criada em 2005, o nível máximo é 6. O surto é o que teve maior classificação desde a criação da escala.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Esqueceu-se...?!??!?

"Gestores financeiros imprudentes ou incompetentes, e outros pouco escrupulosos ou dominados pela avidez do lucro a curto prazo, abusaram da liberdade do mercado e da confiança dos cidadãos, com gravíssimas consequências para as condições de vida de milhões de pessoas.

Só poderemos estar seguros de que uma tal situação não se repetirá se a dimensão ética e a responsabilidade social ocuparem um lugar central no desenho das novas regras de controlo e supervisão das instituições e dos mercados financeiros."

Dissertou, Cavaco Silva, Presidente da República Portuguesa, no discurso proferido, na Assembleia, durante as celebrações dos 35 anos do 25 de Abril.

Até parece que não foi ele, quem convidou o José Oliveira e Costa, antigo administrador do Banco Português de Negócios (BPN) e da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), agora preso,para secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, durante o X Governo Constitucional, tendo este trabalhado com o ministro das Finanças Miguel Cadilhe.

Esqueceu-se, ou arrependeu-se...Foi ele, quem estendeu o tapete vermelho para o Costa, ficar em condições de sacar os milhões do BPN.

Combater a corrupção e o enriquecimento ilícito

São raras em Portugal as condenações por corrupção, gerando um sentimento de impunidade. Como o sistema não se consegue punir os culpados, separando o trigo do joio, generaliza-se a ideia de que os políticos são desonestos. Que só querem “governar-se”. Esta generalização é injusta para a classe política, normalmente bem intencionada e honesta (pelo menos é essa a minha opinião sobre os que conheço), e pode ameaçar para a nossa democracia.

Na semana passada perdeu-se uma excelente oportunidade para melhorar o sistema legal de combate à corrupção. A maioria socialista chumbou no Parlamento dois projectos de criminalização do enriquecimento ilícito (PSD e PCP) que visavam punir os agentes públicos (funcionários ou políticos) com um património manifestamente superior aos seus rendimentos profissionais.
Continuar a leitura AQUI

Os Bons e os Maus - Mário Crespo

Já há mais jornalistas a contas com a justiça por causa do Freeport do que houve acusados por causa da queda da ponte de Entre-os-Rios.

Isto diz muito sobre a escala de valores de quem nos governa. Chegar aos 35 anos do 25 de Abril com nove jornalistas processados por notícias ou comentários com que o Chefe do Governo não concorda é um péssimo sinal.

O Primeiro-ministro chegou ao absurdo de tentar processar um operador de câmara mostrando que, mais do que tudo, o objectivo deste frenesim litigante é intimidar todos os que trabalham na comunicação social independentemente das suas funções, para que não toquem na matéria proibida.

Mas pode haver indícios ainda piores. Se os processos contra jornalistas avançarem mais depressa do que as investigações do Freeport, a mensagem será muito clara. O Estado dá o sinal de que a suspeita de haver membros de um governo passíveis de serem corrompidos tem menos importância do que questões de forma referentes a notícias sobre graves indícios de corrupção.
Continuar leitura Aqui, no JN

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Yes We Can!

A decisão do voto, é pessoal, e tem que ser tomada de uma forma consciente, e resultante da análise que cada um faz da situação.

Chega de lamentações, de criticas a este e aquele, e depois, ficamos em casa á espera que a crise se vá embora. Podem esperar sentados, ela não vai embora.

Vai, isso sim agravar-se.

O poder politico, como está agora ,neste triste pais á beira mar plantado, é controlado pelos grandes grupos económicos. E estes, sé têm uma finalidade. O LUCRO.

As pessoas não contam. Se morrem de fome, se as suas parcas economias são levadas pelas finanças, de uma forma arbitrária, sem lhes dar qualquer hipótese de contestação ou defesa, é normal. Está legislado. Pois, é. E quem é que fez essas leis?...Os lacaios do Balsemão, do Belmiro,do Berardo, - isto só para falar dos Bês - e de todos os outros tubarões, que de uma forma arrogante e impiedosa, nos lançam na cara, a opulência em que vivem, enquanto outros, definham na pobreza, no desespero,e no abandono, por eles criado.

Os deputados desta assembleia da Républica, da direita, á extrema esquerda, estes incluídos, não estão lá a defender os interesses do povo, da população Portuguesa. Estão lá a defender as suas posições pessoais, as suas vaidades, as suas teorias marxistas judaico capitalistas, a troco de mordomias, cartões de crédito ilimitado, viagens semanais para todo o lado, pagas, com o nosso dinheiro.

O resultado desta legislatura, é:
Mais Insegurança.
Mais Desemprego.
Mais Injustiça
Mais Fome.

Há que reagir. Participar. Contestar. Fazer valer os nossos direitos. Assumir-mos a nossa condição HUMANA.
DESISTIR??? NUNCA.
RESISTIR, SEMPRE.

Podemos resistir, de uma forma simples.VOTANDO.
Podemos resistir, contestando, as injustiças.VOTANDO.
Podemos resistir, denunciando as burlas dos gestores públicos, governantes e afins.VOTANDO
É isso que é preciso.VOTAR.
YES WE CAN.

O poder dos Poderes, ou seja,democracia, controlada...

Em Portugal vivemos naquilo a que se chama uma Democracia Ocidental. Temos direito a votar e a escolher entre dois sósias apresentados pelos poderes. Para muitos o pior de todos os sistemas à excepção de todos os outros. Esta, aquela que temos, pode ser uma democracia, mas é certamente uma democracia gerida por cartéis que possuem o monopólio dos poderes. O poder financeiro que criou e controla o 4º poder, o da informação, o da televisões, que por seu lado nos “convence” que é normal só podermos escolhermos o poder politico nas alternativas que nos impõem, poder politico esse que comanda o poder da força e cada vez mais controla o poder da justiça. É por isso que o poder financeiro acaba a controlar o poder legislativo, a fazer as leis ao seu gosto e ao seu serviço.
A democracia devia ser muito mais que isso, devia possibilitarmos verdadeiras escolhas, sem condicionalismos, uma democracia implacável contra a corrupção e as trafulhices, uma democracia sem nódoas que a conspurquem. Os poderes ao serviço de uma democracia que seja verdadeiramente a escolha livre dos cidadãos, uma democracia em que o governo seriamos todos nós. Uma democracia em que todos tenham direitos iguais e iguais oportunidades.
Publicado por Kaos, Aqui!

Russos acham que Salazar é um exemplo

Na época soviética um símbolo da opressão fascista, comparado a Franco, Hitler ou Mussolini, o ditador português Oliveira Salazar é agora visto na Rússia como um político exemplar para os actuais dirigentes do país.

Em 1950, Salazar "teve a honra" de figurar numa canção de protesto contra o imperialismo norte- -americano, com música do grande compositor Serguei Prokofiev.

Num cartaz soviético podia-se ver um mapa de Portugal com pessoas pequenas martirizadas por um falcão com um rosto humano tenebroso. (...) A figura de Salazar voltou a ser abordada quando Putin entregou o cargo de Presidente russo a Dmitri Medvedev (2008) e alguns viram nisso uma tentativa da transformação do primeiro em "pai da nação".

No DN,Aqui

domingo, 26 de abril de 2009

Crime Organizado.

Roubada. Aqui

Resistir...Lutar



Na ressaca do 25 de Abril, mas na realidade de um Portugal em queda livre, a urgência de mudar para travar um fim que se aproxima rapidamente, há que mudar a forma como gerem este país e a passividade com que assistimos a tudo isto. Não há inevitabilidades, nem destinos traçados. Não nos resta só esperar bovinamente que nos conduzam ao cadafalso. Temos de mudar o sistema, a nossa forma de vida. Voltar a viver para as pessoas e não para o consumo, para o “ter”. Vamos voltar a ser pessoas numa sociedade mais solidária e mais empenhada em ser feliz. Vamos dar uma nova oportunidade à alegria de viver. Aqui.

Parlamentos e Parlamentares, comportamentos.

Aconteceu há 23 Anos — Acidente nuclear de Chernobyl

Em 26 de Abril de 1986, ocorreu o acidente nuclear mais grave da Europa.
O governo da época, da União Soviética, só admitiu o acidente na Central Nuclear de Chernobyl, depois do cônsul da Suécia ter interpelado o governo soviético, sobre a origem dos altos níveis de radioactividade detectados em regiões da Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia. A central nuclear soviética ficava a 130 quilómetros ao norte de Kiev, capital da Ucrânia, onde viviam 3,5 milhões de pessoas e a mil quilómetros dos países afectados.

A catástrofe foi causada por uma avaria num reactor, durante um teste de segurança. As barras de óxido de urânio fragmentaram-se, aumentando a temperatura e provocando um incêndio, que arrancou a camada de betão isoladora do reactor. O núcleo deste ficou exposto, e expeliu na atmosfera uma nuvem de fumo e vapor rica em elementos radioactivos pesados, que atingiu a União Soviética, Europa Oriental, Escandinávia e o Reino Unido. Cerca de 200 mil pessoas tiveram de ser realojadas e uma grande extensão de terreno deixou de ser utilizado na agricultura, dada a contaminação radioactiva.

Os bombeiros que chegaram para conter as chamas, a 2 mil graus centígrados, foram as primeiras vítimas da tragédia. Três homens das equipes de socorro morreram quase instantaneamente. Outros 28 morreram na semana seguinte. Dos 134 homens envolvidos na primeira linha de combate ao fogo, 40 morreram devido à radiação, a maioria depois de intensos sofrimentos. Só cinco trabalhadores da central, sobreviveram.

Para conter a libertação do restante do combustível nuclear, foi construída uma estrutura de concreto e aço sobre o local contaminado, a partir da qual os restos do reactor foram cobertos com uma camada de vidro, derretido sobre o local. O invólucro foi chamado de, sarcófago.

Efeitos do acidente nuclear
O acidente de Chernobyl libertou 100 vezes mais radiações do que a bomba atómica que os Estados Unidos lançaram na cidade de Hiroshima, na Segunda Guerra Mundial.

As Nações Unidas previram que o acidente poderia causar cerca de 9 mil mortes ao longo do tempo. Mas um relatório do Greenpeace contestou essa análise, e estimou em 93 mil o número de mortes em consequência da catástrofe nuclear.

Os habitantes da cidade de Pripyat tiveram de ser retirados para Slavutich. A central de Chernobyl foi desactivada no ano 2000 depois de negociações internacionais.

O que é aquilo?

Amor com Amor , se (devia) paga(r).



sábado, 25 de abril de 2009

O que eles dizem, ácerca do 25 de Abril.

"Falta cumprir Abril", diz Otelo à TSF.
Todos os anos falta cumprir Abril. Abril é difícil de cumprir. Sobretudo quando em vez de tentar cumprir Abril, muitos ex-futuros revolucionários andaram entretidos a fazer negócios com regimes fascistas e corruptos. Lá para as bandas quentes.No Mar Salgado

O que eles dizem, ácerca do 25 de Abril.

"Neste 25 de Abril, preocupa-me estar-mos a construir a perfeita sociedade totalitária, em plena democracia."
Pacheco Pereira, no Público.

Os cravos, murcharam.

Durante vinte e muitos anos, no tempo da outra senhora, fardavam-nos, alinhavam-nos e faziam-nos marchar, nas mais diversas comemorações, e festividades.

A de que eu mais me lembro, é a do 1º de Dezembro. Além do frio que apanhava-mos, era mais o facto de sair do colégio, na altura, o Luís de Camões em Coimbra, que nos entusiasmava. Lá íamos, cantando e rindo, mas sem saber realmente o significado daquela comemoração, naquele dia. Só anos mais tarde, é que li, e passo a resumir o porquê do 1º de Dezembro:

A morte de D. Sebastião, em Alcácer Quibir, sem deixar descendência e outras motivos de natureza vária que não cabem neste pequeno resumo, concorreram para a perda da Independência de Portugal. Sem um sucessor directo, a coroa passou para Filipe II de Espanha. Este, aquando da tomada de posse, nas cortes de Leiria, em 1580, prometeu zelar pelos interesses do País, respeitando as leis, os usos e os costumes nacionais.

Com o passar do tempo, essas promessas foram sendo desrespeitadas, os cidadãos nacionais foram perdendo privilégios e passaram a uma situação de subalternidade em relação a Espanha. Esta situação leva a que se organize um movimento conspirador para a recuperação da independência, onde estão presentes elementos do clero e da nobreza.

A 1 de Dezembro de 1640, um grupo de fidalgos introduz-se no Paço Real, mata o secretário Miguel de Vasconcelos e vêm à janela proclamar D. João, Duque de Bragança, rei de Portugal. Terminam, assim, 60 anos de domínio espanhol sobre Portugal. A revolução de Lisboa foi recebida com júbilo em todo o País.

Acho que esse jubilo, foi igualmente vivido por todos os Portugueses, há 35 anos, no 25 de Abril de 1974.

Hoje, 25 de Abril de 2009, não tenho motivos para festejar.

Os cravos, uns murcharam, outros, estão mortos.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Saúde Sexual da Mulher e do Homem -

Objectivos: Este estudo, de cariz experimental, tem como principal objectivo melhorar o conhecimento acerca das experiências sexuais das mulheres e dos homens, segundo uma perspectiva biopsicossocial.

Pretende-se, assim, testar o papel mediador das crenças sexuais, relacionamento, auto-estima sexual e aspectos disposicionais (e.g., sociossexualidade, inibição/ excitação sexual) na resposta sexual fisiológica e subjectiva a diferentes estímulos (estímulos eróticos e relacionais versus material sexualmente explícito) e instruções sexuais (imaginar companheiro versus imaginar estranho).

Estado da Arte: As contribuições teóricas e os estudos empíricos mais recentes têm demonstrado que, para se compreender a sexualidade quer masculina quer feminina, além dos aspectos biológicos, importa considerar factores psicológicos, nomeadamente cognitivos e emocionais (e.g., crenças e pensamentos, auto-estima sexual, afecto, etc.), bem como factores de natureza relacional, nomeadamente a qualidade do relacionamento (e.g., Basson, 2001, 2005; Bancroft, 2002; Dennerstein & Lehert, 2004; Dove & Wiederman, 2000; Graziottin & Leiblum, 2005; Leiblum, 2001; Sugrue & Whipple, 2001). Apesar destas contribuições e de algumas tentativas de conceptualização alternativas ao modelo clássico da resposta sexual (Masters & Johnson, 1966), poucos estudos empíricos têm considerado simultaneamente e de forma interrelacionada as referidas variáveis de modo a compreender o seu contributo relativo, de acordo com uma perspectiva ampla e integrativa.

Por outro lado, a grande maioria dos estudos laboratoriais conduzidos, tem desvalorizado a possibilidade de inclusão de estímulos eróticos e de natureza relacional para melhor conhecer a resposta sexual, sendo usados, quase exclusivamente, contextos de estimulação baseados em material sexualmente explícito (quer para homens, quer para mulheres). Deste modo, tem sido difícil aprofundar o conhecimento acerca do papel dos factores relacionais e da interacção entre estes e os aspectos cognitivos e afectivos, tão intimamente ligados à sexualidade.

Para participar: Os participantes para este estudo serão mulheres e homens com idades compreendidas entre os 18 e os 50 anos, casados/as e/ou a viver com o/a companheiro/a há pelo menos 6 meses. Caso esteja interessado/a em participar deverá fazer um primeiro contacto telefónico para o número 234 370 644 ou para o número 93 447 90 10, ou se preferir, enviar email para: sexlab@dce.ua.pt. Dado que a sua deslocação ao laboratório implica custos relacionados com transporte ou alimentação, será concedido um montante para cobrir os custos de participação.

Aqui

Porreiro,pá!

O desemprego registado nos centros de emprego atingiu em Março de 2009, 484.131 pessoas, o que representa uma subida de 23,8 por cento face ao período de homólogo de 2008.
Esta variação mantém a tendência de subida verificada desde Junho de 2008.
Em termos mensais, face a Fevereiro, o desemprego registado subiu 3,2 por cento.
Continuar leitura, Aqui.

Dirão que a culpa é da crise mundial...Ok.
E então o governo está lá para o que?...Para governar, para encontrar soluções que minimizem esta tendência mundial, evitando que mais e mais famílias Portuguesas, fiquem privadas do seu sustento.

Tenho um conhecido, que há cerca de dois anos, tenta receber, € 75.000, (setenta e cinco mil euros) de reembolso, das finanças.
Reclama de toda a maneira e feitio, mas sem sucesso.
Resolveu então, dirigir-se ao chefe da secção de finanças aonde corre o seu processo, e inquirir o porquê, de tanta demora.
O chefe da dita repartição foi dizendo. - Sabe o seu processo está aqui, mas eu tenho que o despachar, por ordem de chegada, e como não tenho pessoal que chegue, vai ficando por despachar....Olhe, escreva-nos uma carta exigindo o pagamento de juros, que eu, vou com ela em mão ao sindicato, e fazer com que este pressione o governo, a admitir mais pessoal.

Espante-se....O governo, não quer admitir pessoal. Quando o faz, é através de empresas de trabalho temporário, e a recibo verde.

Então?!?! ... De quem é a culpa ??? Mas não é só nas finanças que esta situação acontece. Em todas as áreas governamentais, há falta de funcionários.

Veja-se o caso da Direcção Geral de Viação (DGV). Além de se atrasar na entrega das cartas de condução, ainda se dá ao luxo, de trocar, identidades, fotografias, e o género. Todos se devem lembrar daquela cidadã, que foi á Televisão mostrar a sua carta de condução, com a fotografia de um homem...

Eu, tive que renovar a minha carta de condução, e estou há um ano há espera que me entreguem o documento. Espero que ao menos venham correctamente preenchido.

A crise, tem as costas muito largas.

E o governo, por causa das estatísticas, não quer alterar o orçamento. Tudo bem. Comecem por baixar os ordenados dos ministros, dos deputados, cortem nas ajudas de custo, nos chorudos vencimentos dos gestores estatais, e criem novos postos de trabalho.

Nunca se ouviu falar de campanha eleitoral tão cara

A seis meses de eleições, António Costa quer reabilitar a sua fachada de autarca.

Endividando a CML em mais 120 milhões....Lêr +


Otelo promovido ganhará 49 800 euros....

Otelo Saraiva de Carvalho foi esta semana promovido a coronel de Artilharia. A promoção do líder operacional do 25 de Abril, efectuada ao abrigo da lei da reconstituição das carreiras dos militares que tenham sido penalizados por terem participado no período de transição da Revolução de 1974, ocorre sete anos depois de Paulo Portas ter travado essa iniciativa, enquanto ministro da Defesa, por questões relacionadas com o processo que envolveu o grupo terrorista FP-25, no qual Otelo foi indultado e depois amnistiado.

Entretanto, Otelo, admite, recusar a promoção. Lêr essa noticia aqui.

Afinal, o 25 de Abril, sempre trouxe, melhoria das condições de vida aos Portugueses.
Mas só a alguns: aos capitães de Abril, ao Dias Loureiro, ao Joe Berardo, ao Isaltino Morais, aos gestores das empresas governamentais, á mãe do Sócrates, ao tio do Sócrates, ao primo do Sócrates.

Não esqueçamos os bancos privados, de capital de risco, que graças á intervenção do governo socialista do Sócrates, não foram á falência e vão ter as suas dividas saldadas, com o dinheiro, dos contribuintes. Com o dinheiro das multas cobradas aos idosos, que não entregaram a sua declaração de IRS. Porque são analfabetos...porque são pobres. E neste regime, quem paga a crise, são os pobres.

Sim, até porque as Finanças, tão zelosas a penhorar tudo e mais alguma coisa aos pequenos contribuintes, deixou prescrever, mais de dez milhões de Euros, de multas, que deveriam ter sido cobradas aos Bancos...

Viva o chuxialismo á Portuguesa.

Mais desemprego. Mais insegurança. Mais impostos. Menos justiça. Menos saúde. Menos ensino. Até quando ?

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Caça ao ciclista....

A jornalista Manuela Moura Guedes vai processar judicialmente o primeiro-ministro por difamação na sequência de acusações de José Sócrates ao "Jornal Nacional" da TVI, feitas na entrevista à RTP, disse esta quarta-feira, a própria à Lusa.

Em entrevista à RTP1, transmitida terça-feira à noite, José Sócrates referiu-se ao telejornal das 20h00 de sexta-feira da TVI, apresentado por Manuela Moura Guedes, como sendo "travestido" e feito "de ódio e perseguição".
"Aquilo não é um telejornal, é uma caça ao homem", afirmou o primeiro-ministro...

A ideia mais forte que ficou da entrevista de Sócrates ao canal do regime, foi a de que o Zé, está a ficar nervoso. Acusa tudo e todos, especialmente os jornalistas...de dedo em riste, de o estarem a perseguir, a caçar.. Parecia o seu grande amigo Hugo Chaves, o "Porquê no te Callas?"

Não será de admirar, se de aqui a alguns dias, o gabinete de propaganda governamental socialista, der inicio a uma campanha com o fim de encerrar a TVI, á semelhança do que fez o seu amigo venezuelano, á Rádio Caracas Televisão (RCTV), o mais antigo canal privado venezuelano de televisão, que levava 53 anos de transmissões.

Cada vez mais, Sócrates, com a sua actuação, mimetiza o modelo latino americano do caudilho populista. De mentira em mentira, vai construindo a sua , dele, verdade.

O Zé Povinho, que nestas coisas, fala, fala, fala, mas não faz nada, encara a politica da mesma forma que um qualquer adepto de um clube de futebol, encara a sua "fidelidade" ao clube do coração. Cegueira clubista. Não pensa. O líder, pensa por ele, e ele, nem quer saber se o que o grande timoneiro, diz é verdade ou mentira.

E lá vai o ciclista Sócrates, a pedalara a sua bicicleta, a fugir, prá frente. O pelotão vermelho, vai na sua cola...

O outro ciclista, se se armar em esperto, vai prá valeta. Que não haja duvidas. Nesta corrida, só um dos ciclistas é que pode pedalar. O "enginhêiro", com diploma de fim de semana... de domingo, melhor dizendo.

Foi em condições sociais idênticas ás actuais, que o velho, o Prof. de Santa Comba Dão, se sentou na cadeira....ficou lá 48 anos, até cair. Depois queixem-se.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Mentiras, sondagens, estatisticas...Portugal, ciclista.

“Se alguém acha que pode instrumentalizar o Presidente da República pensa mal, porque o PR nem se envolve nem se deixa envolver nas lutas eleitorais”, avisou, numa ideia que repetiu várias vezes. “Se a oposição pensa que vai transformar o PR no rosto da oposição, estão enganados. Em política, cada um pedala a sua própria bicicleta”...Socrates, ontem na RTP 1.

Um país com os problemas de Portugal requer políticos e políticas corajosas, capazes de recuperar o atraso e encontrar soluções, não pode viver em função de eleições e, pior ainda, das sondagens semanais. Condicionar grandes projectos ou políticas importantes como a política fiscal a sondagens eleitorais é uma irresponsabilidade inaceitável.

Este país está a tornar-se num teatro de mentiras em que os políticos treinam no seu exercício na esperança de serem os que os eleitores preferem por se sentirem mais felizes com as mentiras propostas. Deixou de haver objectivos nacionais, os políticos confundem o seu futuro político com o do país.

As propostas deixaram de ser feitas a pensar no país para serem determinadas em função das sondagens, coisas sérias como infra-estruturas e política fiscal, o pouco que resta à autonomia dos governos da EU, passaram a estar condicionadas às sondagens de imagem dos líderes.

A política da mentira deu um salto qualitativo, agora já não está condicionada aos actos eleitoriais, já é desenvolvida a pensar nas sondagens semanais e até nas sondagens internas dos líderes partidários. Alguém falou em rigor e credibilidade?

Dan Brown. Continua a saga do código Da Vinci.

A editora norte-americana Random House anunciou nesta segunda-feira, 20 de Abril, que The Lost Symbol, continuação do best-seller O Código Da Vinci, chegará às prateleiras dos EUA, Canadá e Reino Unido a 15 de Setembro.

Em comunicado à imprensa, o escritor Dan Brown disse que o romance foi "uma estranha e maravilhosa jornada. [...] Juntar cinco anos de pesquisa no intervalo de 12 horas no qual se passa a história foi um desafio emocionante. A vida de Robert Langdon [o protagonista do romance] corre mais rápido que a minha".

Desde 2003, O Código Da Vinci vendeu mais de 70 milhões de cópias pelo mundo - número suficiente para colocar o livro no topo da lista dos mais vendidos da história, mesmo com a desaprovação do Vaticano, que condena a história fictícia de uma suposta conspiração dentro da Igreja Católica.

Nos cinemas, Tom Hanks deu vida a Robert Langdon no filme homónimo (que arrecadou mais de US$ 750 milhões), em 2006. Anjos e Demónios, mais recente romance publicado pro Brown, também será adaptado, e terá mais uma vez Hanks no papel principal.

Não há previsão para o lançamento de uma versão em português de The Lost Symbol.

terça-feira, 21 de abril de 2009

o Anjo, Berlusconi, provoca mais um escândalo.

Um cachecol, é a única "peça" de vestuário que Silvio Berlusconi, agora com as suas 72 primaveras, usa, neste quadro, em que ele aparece com a sua ministra do gabinete da Igualdade de Oportunidades, Mara Carfagana, de 32 anos de idade, e que foi, até alguns anos atrás, antes de enveredar pela carreira politica, modelo de topless.

A pintura, em que os dois, estão angélicamente representados, é uma obra de Filippo Panseca, e está exposto na Riviera Italiana, na cidade de Savona.

Panseca, pintor contemporâneo de 69 anos de idade,declarou que com esta obra pretende homenagear ,unicamente, o primeiro ministro Italiano Berlusconi. Quando lhe foi colocada a questão acerca do escandalo que as obras estariam a provocar em alguns sectores da opinião publica Italiana, Filippo, o arquitecto pintor respondeu:

"Mas será possivel?!?!? Já pintei quadros sobre a AIDS, sobre a Amnistia Internacional, sobre as catástrofes humanas recentes, e ninguém fez um unico comentário. Agora que pintei Berlusconi, semi nu, junto ao seu ministro, Para a Igualdade, Carfagna, cai-me o mundo em cima...transforma-se arte, em caso diplomático !?!?!?...Não entendo porquê. É só um quadro, uma ideia. Deu-me prazer, pensar em, Berlusconi e Mara Carfagna, juntos a olharem-se de um modo conspiratório e cúmplice, num outro tempo. Aqui ao lado está um quadro de Caravaggio, mas ninguém o aprecia. Ninguém o vê. Ficam todos escandalizados com o Berlisconi. Porca miséria".

Na mesma galeria, encontra-se exposto um outro quadro do mesmo tipo, em que o anjo,solitário, é nem mais nem menos do que Veronica Lario, esposa de Silvio Berlusconi.

O jornal "Il Secolo XIX", diário de Gènova, local da exposição, escreve que grande parte do publico, se diz escandalizado, com as obras de Panseca. Há no entanto, quem veja nos quadros, nada mais do que excelentes obras de arte, e afastam a ideia de escândalo ou polémica. Berlusconi, quando instado a comentar, as incidências deste caso, simplesmente declarou:"No coments". O memso fizeram, as outras duas, personagens envolvidas.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Hitler,pintor, bucólico.

Nuremberg - a cidade alemã aonde foram realizados os julgamentos de responsáveis por crimes da Segunda Guerra Mundial, entre 1945 e 1949 -, vai, agora, ironicamente acolher o leilão de duas pinturas atribuídas a Adolf Hitler, entre 23 e 25 de Abril, próximos.

As aquarelas "Farmstead" e "Farm Buildings on the River", estão assinadas po Hitler, então, apenas um aspirante a pintor - no canto esquerdo inferior e retratam cenas campestres. As obras, datadas de 1914, seriam de "qualidade média", segundo Herbert Weidler, o dono da Weidler Auction House, promotora do evento.

Não é a primeira vez que quadros associados a Hitler se submetem à batida do martelo. Em 2006, foram leiloados, em Inglaterra, por 118 mil libras - o dobro do preço esperado, cerca de 21 quadros, cuja autoria é também atribuída ao Führer.

Em fins de Março, a Mullock's, casa de leilões na Grã-Bretanha, anunciou a venda de outras 13 telas do líder nazi. Segundo a agência de notícias Reuters, Richard Westwood-Brookes, especialista em documentos históricos, afirmou já ter visto "bastantes obras de Hitler, e os temas tendem a ser,sempre os mesmos". Na sua maioria, paisagens bucólicas e flores.

Quando jovem, Hitler falhou ao tentar entrar na Academia de Belas Artes de Viena. Diz-se que, a partir daí, teria entrado para o exército, lutado na Primeira Guerra Mundial e desenvolvido o ideário nazi.

"Estas não são exactamente as pinturas mais bonitas do mundo", disse Westwood-Brookes, que estimou teto de mil libras, para cada quadro. Para ele, os compradores, são "pessoas genuinamente interessadas em Hitler como figura histórica".

domingo, 19 de abril de 2009

Porque hoje é Domingo...

Porque hoje é Domingo, deveria estar quieto e calado, sentar-me á frente da televisão, e esperar que comecem os jogos, da liga inglesa.

Sim, porque os da liga portuguesa, estão viciados. É notória, a má qualidade dos jogos, as fracas assistências, as péssimas arbitragens, e agora, com o aproximar do fim da competição, e com o clube dos milhões, praticamente afastado das competições Europeias, as arbitragens encomendadas, multiplicam-se.

Se num país, que é, (mal) gerido, por um governo corrupto, com um primeiro ministro que forjou o seu diploma profissional, que está sob uma investigação, em que este é acusado de ser comprável, corrupto, não vem mal ao mundo, se os árbitros forem, e são, igualmente corruptos. Portanto, pontapé prá frente.

Entã temos: governantes, funcionários públicos, agentes desportivos, agentes de autoridade, médicos, e é claro, o povo...corrupto.

Porque esta gentinha toda, é o povo. Não o povo povo. O outro povo, o "beautiful people" das revistas cor de rosa, do jet set, dos programas merdosos das nossas televisões, em que os paineleiros, - ou seja , os integrantes dos painéis de comentadores - tipo, Mayas, Lilis, Siopas, sem vida própria, ou com vidas vazias, esculhambam a vida dos outros. E riem-se muito. E bronzeiam-se...muito. Lá fora, porque aqui, as águas são muito frias...e não são chiques.

Então oficializemos a corrupção, e acabam-se os processos, e economizam-se milhares de euros.

Parece que não está a acontecer nada. Está tudo amorfo, distraído, a lamentar-se, a entoar, não a canção do ceguinho, mas a do coitadinho do porteguesinho, desgraçadinho.

Por muito menos, noutras latitudes,fazem-se,greves,manifestações,revoltas, mas aqui... nada. Portugal, está AMORDAÇADO. De cócaras. Amedrontado. Esfomeado...de liberdade, emprego, dignidade...e estamos em Abril. E vamos comemorar o quê ?!?!?!? As conquistas de Abril ?!?!?!? Quais ?!?!?!?.

Quem souber, avise-me.

sábado, 18 de abril de 2009

Guia da Flatulência - Peido Azêdo # 2

Poque hoje é Sábado, vejam se conseguem relaxar....

Estado terrorista! Descricionário! Violador da Constituição.

"A mais grosseira violação do Estado de Direito." Foi com estas palavras que o líder parlamentar do PSD, Paulo Rangel, classificou ontem a proposta do Governo sobre o levantamento do sigilo bancário. Em causa está o facto de o diploma permitir à Administração Fiscal penalizar, com uma taxa de 60 por cento, os contribuintes que apresentem rendimentos injustificados superiores a cem mil euros.

"Um funcionário do Fisco faz tudo: investiga, julga e aplica a lei", afirmou Paulo Rangel, que avisa: "O Fisco não se pode substituir aos tribunais". "Isto é um crime clandestino [enriquecimento ilícito]. Não há intervenção do Ministério Público, não há julgamento, não há acusação, nem garantias, simplesmente há um fiscal que investiga e aplica a pena", sublinhou o líder parlamentar do PSD, que garantiu no entanto ser a favor do levantamento do sigilo bancário. Mas para Paulo Rangel não há dúvidas: "A proposta do Governo é inconstitucional." Até porque, acrescentou, "há inversão do ónus da prova".

Os contribuintes só escapam à penalização caso consigam justificar os rendimentos obtidos, o que para o PSD constitui uma clara inversão do ónus da prova. "Quem tem de provar como é que obteve os rendimentos é o contribuinte. Portanto aqui há a inversão do ónus da prova", concluiu Paulo Rangel.

Confrontado com as acusações, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, acusou o PSD de "tentar confundir as pessoas" por querer "tratar como matéria criminal uma questão de natureza fiscal". O diploma seguirá agora para o Parlamento, para ser aprovado ainda nesta legislatura, de forma a entrar em vigor em 2010, mas com efeitos práticos em 2011.

Na especialidade, as propostas do Governo e do BE, anteontem aprovadas, poderão sofrer alterações.

Para o constitucionalista Vital Moreira, cabeça-de-lista do PS às eleições europeias, "não há qualquer problema" com a proposta do Governo.

Por,Ana Patrícia Dias / P.H.G - Aqui:

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Médicos, ou assaltantes ??? Corruptos, são de certeza.

Lisboa, 16 Abr (Lusa) - O presidente da autoridade que regula o sector do medicamento (Infarmed) revelou que, na maioria dos casos, os médicos prescrevem os medicamentos mais caros, o que aumenta "significativamente" os encargos dos utentes. Vasco Maria divulga no editorial da edição de Abril do boletim "Infarmed Notícias" que, "se é verdade que o crescimento da utilização de genéricos em Portugal se deve aos médicos, que os prescrevem, também é verdade que, no âmbito dos grupos homogéneos, os médicos ainda prescrevem os medicamentos mais caros em 56 por cento dos casos".

A Ordem dos Médicos quer que a Inspecção-geral de Saúde investigue alegados casos de corrupção, após declarações do presidente da Associação Nacional de Farmácias, que aludiu a receitas suspeitas. O bastonário Pedro Nunes disse estar disponível para expulsar da Ordem todos os médicos corruptos.

Em declarações à TSF, o bastonário Pedro Nunes explicou que as afirmações feitas por João Cordeiro, na SIC, não são novas, mas que desta vez são concretas, o que levou a Ordem dos Médicos a entregar este pedido de inquérito....

...o Jô Soares, num dos seus sketchs, do "Viva o Gordo", acho que era assim que se chamava a série, dizia..."Tem pai que é cego"...Eu direi...Tem médico que é cego.

Deixem-se de falsos pudores, e de mais mentiras. Toda a gente sabia, toda a gente sabe, só que isto de ser Português, tem muito que se lhe diga...não se é Português impunemente...os Srs. Doutores, de uma forma corporativista, encobrem-se uns aos outros.
Ou será que o bastonário Pedro Nunes, nunca foi a um congresso médico, lá nas ilhas do sul, com tudo pago por uma qualquer empresa fabricante de medicamentos????
É fartar vilanagem. Há gatunos e vigaristas, em todos os sectores da sociedade Portuguêsa, é sabido. Mas, quando é que começam a julgar estes tipos, e a obrigá-los a devolver o "caroço", que gamaram, de todas as formas e feitios. Ou será que se institucionalizou, que os pobres é que têem que pagar a crise?

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Medicina dentária nos centros de saúde....QUANDO???

Os centros de saúde poderão vir a ter dentistas para dar resposta aos problemas básicos da saúde oral dos portugueses.
No final deste mês, chegará às mãos do ministro da Saúde uma proposta para resolver aquilo que é uma das grandes lacunas do Serviço Nacional de Saúde.
Mais de metade dos portugueses (60%) não tem acesso à medicina dentária por falta de dinheiro, já que a quase totalidade dos profissionais trabalham no privado.

O alargamento de serviços prestados nos centros de saúde é uma das apostas para os próximos dois anos da reforma dos cuidados primários, como avançou ontem o seu coordenador Luís Pisco. A saúde oral integra este pacote.

Hoje, os dentistas são praticamente inexistentes quer nos centros de saúde quer nos hospitais públicos. Em centros de saúde, são 20 em todo o país e 18 exercem nos Açores, porque o Governo Regional decidiu apostar na sua contratação. No continente, existem apenas dois - um em Bragança (por um acidente de percurso, a unidade não conseguiu encontrar higienistas dentários e acabou a contratar um dentista) e outro em Castelo de Paiva....

Artigo no DN, assinado por RUTE ARAÚJO, em...

30 de Maio de 2007....

Dois anos depois, está tudo na mesma.

Y Biba ú Chuxialismo á Portuguêsa!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Pobres, são os Americanos.

Estava eu há dias a conversar com um amigo meu, o Eddie, americano, residente em Nova York, e que conhece bem Portugal, sobre a nossa situação, contando-lhe como as coisas estão difíceis, e que de uma maneira geral, estamos cada vez mais pobres.
Interrompendo-me, o Eddie, foi dizendo:
Espera aí. Como podes tu dizer que vocês são pobres, quando:
Pagam, por um litro de gasolina mais do triplo do que pago eu?
Pagam tarifas de electricidade, e de telefone móvel 80 % mais caras do que nós nos EUA?
Pagam comissões, por serviços bancários e cartas de crédito ao triplo que nos custam nos EUA.
Pagam por um carro, quase o dobro do que ele me custa a mim aqui:
Não te entendo.
Nós é que somos pobres.
Por exemplo, em Nova York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, ou seja 6%. Em contra partida, vocês Portugueses, pagam 20%. Mais, 20%, em impostos municipais.
Além disso, são vocês que têm “ impostos de luxo” como são os impostos na gasolina, gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até 300 % acima,do valor original.
Não esqueças, pagas ainda,o imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre a circulação destes, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas. E eu sei lá mais o quê....
Repara, ai um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam o valor necessário para ele não fechar....Como é que podes dizer, que os Portugueses são pobres?
Um país que cobra o imposto sobre ganhos por adiantado, e bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem que nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e de todos os seus habitantes terão sempore ganhos avultados, apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e dos seus autarcas.
Os pobres somos nós,os Americanos,e que não pagamos impostos sobre a renda se ganharmos menos de 3000 dólares por mês, isto é mais ou menos os vossos 2000 €.
Vocês podem pagar impostos, sobre o consumo da água, do gás da electricidade, e do lixo.
Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto que nós como somos pobres, conforma-mo-nos com a segurança pública.
Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.
Vocês não são pobres. São é mal governados.
Agora não venham dizer que é porque muitos portugueses não pagam impostos...Nada disso.
Nos EUA, também existe quem não pague ou que, fuja com alguns "trocos".
É claro, nada que se compare, como o Presidente da Câmara de Oeiras, o Isaltino de Morais, que diz ter ficado com uns trocos que sobraram da Campanha e que eram só cerca de 220 Mil Euros. (QUARENTA e QUATRO MIL CONTOS, na moeda antiga).
E as Offshores??? Quanto é que elas receberam só no mês passado, enviado pelos "pobres" Portugueses????
Que vou responder eu, ao Eddie?
Publicado a partir de um Email do Rui Benevides.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Chuxialismo...á Poruguêsa

"Pessoas sem trabalho são já 10% da população activa.
O desemprego real atingiu 565.800 pessoas em 2008, ou seja 10,1 por cento da população activa. Deste número, 30 mil estão em risco de exclusão social."INE
Entretanto o centro de emprego Xuxialista reune e distribui jobs for the boys!

Vigarices, nacionais

Este caso, é um entre muitos, que acontecem neste jardim á beira mar plantado, em que os autores ficam sempre impunes. Até quando????? Atentem á forma, como os dinheiros públicos são gastos. E depois não há dinheiro para as Universidades, para a Saúde, para o ensino em geral. Não é de admirar. E os governantes, socialistas????, fazem o quê?????, e as sondagens, dão-lhes a maioria nas próximas eleições????, e reclamam de quê???.
Razão tinha o Scolari...."e o burro sou eu ?".
Mas leiam, esta prosa publicada no "Correio da Manhã", há já uns tempos.

O relatório da Polícia Judiciária sobre a gestão da Gebalis, entre Fevereiro de 2006 e Outubro de 2007, é devastador para a administração de Francisco Ribeiro, Clara Costa e Mário Peças, então presidente e vogais da empresa responsável pela gestão dos bairros sociais da Câmara de Lisboa.

Suspeitos da práticas dos crimes de abuso de mercado, administração danosa, participação económica em negócio e peculato. Só em restaurantes foi gasto, em 2006 e 2007, um total de 64.413 euros em 621 refeições. Em 2006, a Gebalis fechou as contas com um prejuízo de 4,97 milhões de euros. De acordo com o mesmo jornal, utilizaram ainda os meios financeiros que tiveram ao seu dispor, adquirindo bens de luxo («gourmet»), aquisição de de DVD com fins lúdicos, aquisição de livros, não só técnicos, mas de romances e ficção e CD de música, resultando na utilização de avultadas quantias em dinheiro para seu usufruto pessoal».

PROMENORIZANDO:

FRANCISCO RIBEIRO

Francisco Ribeiro, ex-presidente da Gebalis, gastou, segundo o despacho de acusação, em média, cerca de 630 euros por mês em refeições. E estas refeições "acresceram ao abono para alimentação que recebia mensalmente"

LARA COSTA

A ex-vogal Clara Costa gastou, segundo o despacho de acusação do Ministério Público, "uma média aproximada de 570 euros por mês em refeições que acresceram ao abono para alimentação que recebia mensalmente".

MÁRIO PEÇAS

Mário Peças, ex-vogal da Gebalis, gastou, segundo o despacho de acusação, "uma média aproximada de dois mil euros por mês em refeições que acresceram ao abono para alimentação que recebia mensalmente".

AJUDAS DE CUSTO

Pelas deslocações dos ex-administradores em serviço ao estrangeiro a Gebalis pagou ajudas de custo a Clara Costa, no valor de 6060 euros; a Mário Peças, no montante de 1759 euros; e a Francisco Ribeiro, no valor de 1 278 euros.

FUNDO DE CAIXA PAGOU REFEIÇÕES COM AMIGOS

Francisco Ribeiro, Clara Costa e Mário Peças utilizaram, segundo frisa o despacho de acusação do Ministério Público, dinheiro do Fundo de Caixa da Gebalis para pagar "refeições de amigos".Ao todo, foram feitos 48 almoços, "no valor total de 2200 euros que os arguidos retiraram, em dinheiro, do Fundo de Caixa da empresa que administravam", frisa o documento.

Diz o despacho de acusação do Ministério Público que "os arguidos, utilizando como meio de pagamento dinheiro retirado do Fundo de Caixa da Gebalis, realizaram [...] despesas com refeições em proveito pessoal e de amigos, pessoas do seu círculo particular ou funcionários."

Dos três ex-administradores da Gebalis, Francisco Ribeiro, então presidente da empresa, foi, de acordo com o documento do Ministério Público, quem mais recorreu ao Fundo de Caixa: fê-lo por 22 vezes. Já Mário Peças recorreu ao Fundo de Caixa 20 vezes e Clara Costa seis vezes.

Entre a lista de restaurantes onde foram realizadas essas refeições, destacam-se Gambrinus, Piazza di Mare, Bar do Guincho, Churrasqueira Adega do Norte, Swing, Tokio.

A refeição mais cara, ascendeu a 133 euros e foi no Gambrinus.

LUXOS, E MORDOMIAS,PAGOS COM O NOSSO DINHEIRO

Entre Fevereiro de 2006 e Outubro de 1007, os antigos administradores da Gebalis frequentaram alguns dos restaurantes de maior requinte gastronómico da Europa, Brasil e Índia.

ANTIQUARIUS (Rio de Janeiro, Brasil) - Mário Peças, 07/10/06: 454,48 euros

MAURYA SHERATON (Nova Deli, Índia) - Francisco Ribeiro, 10/02/07: 138,41 euros

SATYRICON (Rio de Janeiro, Brasil) - Mário Peças, 06/10/06: 365,41 euros

SATYRICON (Búzios, Brasil) - Mário Peças, 09/10/06: 348,10 euros

OXO TOWER (Londres, Inglaterra) - Mário Peças, 18/09/06: 293,34 euros

BLACK & BLUE (Londres, Inglaterra) - Mário Peças, 06/12/06: 181,05 euros

SAN GIORGIO (Copenhaga, Dinamarca) - Clara Costa, 21/09/07: 333,65 euros

ZUMA (Londres, Inglaterra) - Clara Costa, 14/07/06: 339,11 euros

CAPE HORN (Copenhaga, Dinamarca) - Clara Costa, 23/09/07: 166,63 euros

RAFA (Madrid, Espanha) - Clara Costa, 25/05/06: 199,02 euros

STEIRERECK (Viena, Áustria) - Clara Costa, 21/06/07: 169,00 euros

TRAGALUZ (Barcelona, Espanha) - Clara Costa, 21/10/07: 181,57 euros

CONTE DI GALLUCCIO (Roma, Itália) - Clara Costa, 17/11/06: 104,00 euros

SOUPCONE (Viena, Áustria) - Clara Costa, 10/09/06: 128,77 euros

REFEIÇÕES PAGAS COM CARTÃO DE CRÉDITO

CLARA COSTA

Total: 164

No estrangeiro: 38

Despesa: 4.165 euros

MÁRIO PEÇAS

Total: 229

No estrangeiro: 4

Despesa: 1.276 euros

FRANCISCO RIBEIRO

Total: 194

No estrangeiro: 4

Despesa: 530 euros

Será mais um processo que será arquivado?? Veremos..


domingo, 12 de abril de 2009

HADOPI, travada, em França

Á última da hora o bom senso evitou o pior e a França mostrou porque é a pátria dos direitos humanos e do Republicanismo. Depois de na semana passada terem aprovado a lei da resposta gradual que previa a suspensão da ligação à Internet de um período de um mês a um ano, os deputados da Assembleia Nacional de França fizeram marcha atrás e chumbaram o documento redigido pela Comissão Mista Paritária.

Este órgão composto de sete deputados e sete eurodeputados ficou encarregada de elaborar uma versão da lei que conciliasse o texto votado favoravelmente por unanimidade pelo Senado no final de Outubro passado e pela Assembleia Nacional no início de Abril.

Segundo o Numerama, o texto “Criação e Internet” já tinha sido inclusivamente aprovado pelo Senado e tudo apontava para que a Assembleia Nacional fosse fazer exactamente o mesmo. Mas quando chegou a hora decisiva a lei foi derrotada por 21 votos contra e 15 a favor.

Tendo em conta que a câmara baixa do sistema legislativo francês é composta por 577 deputados, é fácil de ver que boa parte dos deputados não puserem os pés no hemiciclo. Mas isso também é o que menos importa.

O que importa é que a intenção da ministra da cultura francesa Chrisine Albanel de implementar uma alta autoridade administrativa denominada HADOPi que seria encarregada de notificar e sancionar os internautas alegadamente apanhados a descarregarem e a partilharem ficheiros protegidos por direitos de autor caiu por terra. Pelo menos por agora.

Albanel, por seu lado, não perdeu tempo para comentar o chumbo da sua “querida resposta gradual” dizendo que tudo não passou de uma “commedia dell’arte patética” e uma “armadilha” montada pela oposição, em especial o Partido Socialista Francês. Aliás, a ministra também já garantiu que a lei irá ser novamente submetida uma nova versão para discussão no Senado e na Assembleia Nacional por altura do reinício da rentrée parlamentar marcada para 27 de Abril.

Mas o mais certo é que o processo de discussão se arraste por muitos longos meses. E mesmo que a lei venha a ser aprovada, o mais provável é que o governo de Nicolas Sarkozy e Christine Albanel se tenha que contentar com o mero envio de notificações para os partilhadores. O que ficará muito aquém do que senhores como John Kennedy - o presidente da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) - Tozé Brito, ou mesmo o manager dos U2 Paul McGuinness gostariam. Este último teve até o atrevimento de dizer que o modelo francês da resposta gradual era sensato, razoável e respeitador das liberdades e direitos individuais dos internautas. Será que ele sabe que o Parlamento Europeu não partilha dessa opinião?

Miguel Afonso Caetano, in: http://remixtures.com/


O porquê, dos ovos de Páscoa

O hábito de dar ovos vem da tradição pagã.
A ideia de trocar ovos de chocolate surgiu na França. Antes disso, eram usados ovos de galinha para celebrar a data.
A tradição de presentear com ovos, de galinha , é muito, muito antiga. Na Ucrânia, por exemplo, centenas de anos antes da era cristã já se trocavam ovos pintados com motivos de natureza - pêssankas - celebrando a chegada da primavera.
Os chineses e os povos do Mediterrâneo também tinham como hábito dar ovos uns aos outros para comemorar a estação do ano. Para os colorir, cozinhavam-nos com beterrabas.
Mas os ovos não eram para ser comidos. Eram apenas um presente que simbolizava o início da vida.
A tradição de homenagear essa estação do ano continuou durante a Idade Média entre os povos pagãos da Europa.
Eles celebravam Ostera, a deusa da primavera, simbolizada por uma mulher que segurava um ovo em sua mão e observava um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor de seus pés.
Os cristãos apropriaram-se da imagem do ovo para festejar a Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus - o Concílio de Nicéia, realizado em 325, estabeleceu o culto nessa data.
Na época, pintavam os ovos, com imagens de figuras religiosas, como o próprio Jesus e sua mãe, Maria.
Em Inglaterra no século X, os ovos ficaram ainda mais sofisticados. O rei Eduardo I (900-924) costumava presentear a realeza e os seus súbditos com ovos banhados em ouro ou decorados com pedras preciosas na Páscoa. Não é difícil imaginar por que é que esse hábito não teve muito futuro.
Foram necessários mais 800 anos para que, no século XVIII, pasteleiros franceses tivessem a ideia de fazer os ovos com chocolate - iguaria que aparecera apenas dois séculos antes na Europa, vinda da então recém-descoberta América. Surgido por volta de 1500 a.C., na região do golfo do México, o chocolate era considerado sagrado pelas civilizações Maia e Asteca.
A imagem do coelho apareceu na mesma época, associada à criação por causa de sua grande prole.

sábado, 11 de abril de 2009

Amazonas, Brasileiras.

Valeu, Marcão Uchôa.

Hoje, está um dia, lindooo...



Filme curto, vencedor do Festival de Cannes, 2008. A música é do argentino,Luis Enríquez Bacalov.
Os meu agradecimentos á Melita Oliveira, que me madou esta belo clip.Tão distraidos que nós andamos.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Parques de Campismo, italianos...segundo Berlusconi

No dia em que começam a ser sepultadas as vítimas do terramoto da região de Abruzzo, Silvio Berlusconi comete mais uma gafe: em declarações a uma cadeia de televisão alemã, o primeiro-ministro italiano aconselhou os desalojados da cidade de Áquila a olharem para a situação como "um fim-de-semana de campismo".

"Eles têm tudo o que precisam, têm assistência médica, comida quente... Claro, que os seus actuais alojamentos são um pouco temporários, mas eles devem encarar a situação como se se tratasse de um fim-de-semana de campismo", disse "Il Cavaliere" enquanto visitava, ontem, o acampamento - que conta com três mil tendas - nos arredores de Áquila para dar guarida a parte dos 28 mil desalojados que o sismo provocou.

A afirmação de Berlusconi não passou totalmente despercebida. Rina Gagliardi, uma antiga senadora do Partido Refundação Comunista, criticou o comentário do primeiro-ministro: "Ele é um homem completamente insensível que pensa que os problemas se resolvem com piadas."

In DN Globo

Em Abril...desigualdades mil.

No mês em que se completam, 35 anos, pós revolução...esta é uma das conquistas.

"... os portugueses comuns, os que têm trabalho, ganham pouco mais de metade,cerca de 55%, do que se ganha na zona euro.

Os nossos gestores recebem, em média:
- mais 32% do que os americanos;
- mais 22,5% do que os franceses;
- mais 55 % do que os finlandeses;
- mais 56,5% do que os suecos"

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Guia da Flatulência - Peido Azedo # 1

azeitona-cerveja

Thanks,Victor Mazzei

O Socialista Santos.

Disse Almeida Santos:

"Não se paga aos deputados o suficiente para que sejam todos apenas profissionais. Quanto às justificações para as faltas, é verdade que a sexta-feira é, em si própria uma justificação, porque é véspera de fim-de-semana. Eu compreendo isso. Talvez esteja errado que as votações sejam à sexta-feira. Não julguemos também que ser deputado é uma escravatura, porque não é, nem pode ser. É preciso é arranjar horas para a votação que não sejam as horas em que normalmente seja mais difícil e mais penoso estar na Assembleia da República".

Os deputados ganham apenas, 3708 euros de salário-base,mais 10% do salário para despesas de representação, entre outras regalias.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ocidente de cócaras.

A Turquia só aceitou a nomeação do primeiro-ministro dinamarquês para a liderança da Nato em troca dum pedido formal de desculpas ao mundo islâmico pela publicação das caricaturas de Maomé. Aqui.
É por estas e por outras que o Ocidente chegou ao presente estado de humilhação civilizacional em que se encontra. Aqui.

Localizador de crianças por GPS made in Portugal preocupa peritos

Neste artigo, no Publico, escrevem assim:
"...o Child Locator é o primeiro dispositivo de localização de crianças 100 por cento feito com tecnologia portuguesa."
Eu acrescentaria, e nomeado á inglesa. Não deveria ser. Localizador de Crianças, no minimo ?
Falta de imaginação, ou preocupação mercantilista ?
Para mim, é a contínua e insistente descaracterização de uma cultura e de um povo, e o assassinato de uma nação. A Língua Portuguesa. É fartar vilanagem.

sábado, 4 de abril de 2009

Autocarro para nacionais, autocarro para imigrantes

No dia 30 de Março de 2009, na cidade italiana de Foggia, Puglia, o chefe da polícia que depende directamente do Ministério do Interior, com a concordância do presidente da Câmara – de centro esquerda – decide que passa a haver duas linhas de autocarros: uma para italianos, outra para imigrantes. Leiam mais, aqui.